quinta-feira, 16 de agosto de 2012

* CONHEÇA ALGUMAS DICAS PARA NÃO CAIR EM ARMADILHAS NA HORA DE COMPRAR UMA EMBARCAÇÃO


Para você que nunca teve um barco e quer mergulhar na área náutica e embarcar em aventuras pelo mar, é preciso antes de tudo conhecer um pouco sobre o assunto para saber escolher o que será mais adequado para você e sua família.

Meu primeiro conselho é para alugar um barco e navegar para conhecer a sensação em alto mar. Mas não adianta alugar qualquer barco. Leve em consideração a marca, analise o tamanho e principalmente o modelo.  Tente alugar um com as características parecida do barco que você pretende comprar.

Se ainda está perdido, responda a essas três perguntas:

1 - O que você pretende fazer com o barco? Pescar, passear ou velejar?

2 - Qual o modelo que lhe agrada ? Fly, Pesca, Hart Top, Offshore, Open, veleiro ou  trawler? 

3 - Quantas pessoas irão navegar com você?

Respondeu? Chegou à hora de analisar:

- se o tamanho do barco está de acordo com a estrutura oferecida pela sua marina e verifique na carta náutica a profundidade “mínima” das áreas que você vai navegar;

- se não há pontes e obstáculos que limite altura do barco durante a passagem;

- quem vai navegar com você? crianças, adolescentes, idosos, deficientes, animais de estimação;

- se o barco será utilizado para pernoite ou somente para passeios diurno?

- quanto você pretende gastar mensalmente e investir em um barco?

- um ou dois motores? Leve em consideração a velocidade que deseja navegar, consumo máximo e tipo de combustível;

- quanto tempo de uso o barco terá durante o ano? Para definir se o barco vai passar a maior parte do ano na água ou no seco, com isso você saberá se deve investir em tintas venenosas ou em uma vaga em galpão coberto;

Claro que essas, são somente algumas dicas para ajudar você a “filtrar” e chegar mais perto do barco seminovo que você pretende adquirir. 

Mas não acaba por ai, depois de definir e ter a certeza do que realmente você deseja, chegou a hora de sair a procura. Lembro que em alguns casos o comprador leva meses para achar o barco certo, por isso não tenha pressa, mas também não deixe para procurar o barco na véspera da temporada.

Foto: Azimut 47
Achei meu barco!

Depois de localizado com alguma corretora ou em algum site ou marina, aconselho você a programar uma visita levando consigo um broker, o seu marinheiro, ou uma pessoa que entenda de barcos como um mecânico ou um eletricista de sua confiança para testar e ajudá-lo a avaliar o verdadeiro estado da embarcação. 

Esse processo é importante, pois garante a qualidade do barco, a navegação futura do comprador e evita discussões futuras entre as partes, já que barco usado é vendido no estado em que se encontra e dificilmente o vendedor vai lhe dar garantia de três meses ( no papel ). 

Nesta mesma etapa, navegue com o barco de preferência duas ou três vezes, assuma o comando, e, ao retornar para a marina peça para o vendedor subir o barco e analise o casco da embarcação.

Feito isso, permaneça na marina como quem não quer nada, mesmo depois dos testes de mar, e levante em “OFF” um pequeno histórico do barco com funcionários e marinheiros da marina. Com isso você evita comprar algum barco que trocou de nome porque já foi “a pique” ou ficou submerso na água.

Seguindo em frente, se esse barco que você acabou de testar for realmente o barco que procura, vamos para a próxima etapa, antes de qualquer assinatura de contrato ou depósito. 

Documentação

Lembro que documentação “NÃO” é o certificado de registro do barco na Capitania dos Portos, o pagamento do seguro obrigatório, o termo de responsabilidade, contrato ou recibo de compra e venda. 
Isso é papelada para seu despachante transferir o barco.

Vou fazer um breve resumo sobre o que entendo na hora de examinar uma documentação.

- se o barco estiver em nome de pessoa física, solicite o número de alguns documentos pessoais como CIC e RG para seu advogado fazer algumas consultas;

- ficar atento para saber se o vendedor não tem alguma causa trabalhista em andamento no valor que pode comprometer o confisco futuro da embarcação;

- peça ao seu advogado para analisar se o barco não está como garantia em algum empréstimo pessoal.

É importante saber que esse tipo de informação não é fornecida nas Capitanias do Portos nem mesmo em Despachantes.

- se o barco estiver em nome de pessoa jurídica o processo de verificação da documentação do barco para saber se ele não tem vínculo, dívida, fisco ou processo trabalhista pode levar mais tempo;

- analise também o mercado para saber a situação atual de como o barco que você procura é aceito no mercado. Pois você pode comprar um seminovo recém lançado e o mesmo não fazer tanto sucesso no mercado e com isso se perde muito dinheiro em poucos meses. Por outro lado, pode encontrar um barco usado com mais de cinco anos de uso e o preço dele continuar próximo de um novo da mesma marca e modelo que ainda está em fabricação.

Por fim, gostaria também de lembrar (aqueles que estão comprando) que não podemos comparar os preços entre os barcos seminovos. São várias marcas e modelos e nem sempre o tamanho e o valor de um barco a venda pode definir o valor de um barco de outro modelo, mas do mesmo tamanho.

Pensou que era fácil comprar um barco? Por isso o aconselhável é procurar nós, brockers, para ajudar. Além de termos conhecimento do mercado, sabemos indicar os melhores barcos que agrade em cheio sua necessidade. 

Um abraço e Bons Negócios

Ney Broker
E-mail e Msn: neybroker@hotmail.com

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...