quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

* NAVEGAR É MUITO FÁCIL MESMO

Depois de anos navegando pelo nosso litoral, comecei a perceber que navegar, ficou muito mais fácil para os brasileiros. 


Isso pela facilidade de se obter uma carteira de habilitação náutica. 


As provas teóricas e com alternativa de respostas são inimigas "numero um" dos novos comandantes de barcos. Que começam a pilotar Jet ski, lancha miúdas e até mesmo embarcações de grande porte sem o básico do conhecimento de navegação. 


Perigo que tende a aumentar com ingestão de bebida alcoólica e com o excesso de confiança que ele ira adquirir sabendo que no mar a fiscalização ainda é precária.

Será que como já diz o titulo “NAVEGAR É FACIL” do famoso livro do Capitão Miranda de Barros, é facil mesmo?

Não estou criticando o Capitão, até porque aprendi a navegar com os livros dele e sei que o conteúdo dos seus livros são atualizados, isso para que possamos aprender 
o máximo , obter uma carteira de Habitação e ir para o mar navegar com responsabilidade e segurança. 


"Lembro que antigamente, estudava todos aqueles livros, fazia cálculos em cima de cartas, almanaques náuticos, rosas dos ventos, etc, e ja achava errado não ter uma prova pratica, imagina hoje? Onde os livros estão sendo substituídos por simuladores onde qualquer um baixa na internet."

Nada contra os novos comandantes, mas aqui na Marina alguns se preocupam somente com a geladeira, cerveja, carvão e carne. Assim começa as cenas que vemos de barcos mal ancorados, excesso de velocidade, superlotação, comandantes pilotando depois de ingerir bebidas alcoólicas, etc..

Como diz meu amigo Tchello da Pró Náutica: "O comandante de uma embarcação deve lembrar que a segurança dos que estão a bordo faz parte de suas atribuições e responsabilidades, assim como a segurança da sua embarcação. Também é responsabilidade do comandante conhecer os procedimentos básicos que devem fazer parte do cabedal de conhecimento de um verdadeiro homem do mar. Boas leituras (e releituras) de livros e outras leituras técnicas, assim como o estudo (refazer alguns exercícios do seu tempo de habilitação, por exemplo) devem fazer parte das praticas do velejador”


Outra coisa que sou contra é com a frase educativa da Marinha do verão 2009: “ORIENTAR E EDUCAR ANTES DE NOTIFICAR”. Isso não! As autoridades não podem fornecer a carteira de habilitação e depois ir para o mar em busca dos irresponsáveis! Eles têm que aplicar multas, mas multas mesmo e daquelas pesadas.

Mas, enquanto alguma posição mais rigorosa das autoridades não é aplicada, fica uma dica, faça cursos de reciclagem, participe (ou crie) grupo de discussão sobre navegação, assista palestras náuticas, e troque experiências com outros navegadores, de preferência aqueles mais experientes.
 
Um abraço e boas navegações!

Ney Broker
Capitão Amador
E-mail e MSN: neybroker@hotmail.com  

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...