quinta-feira, 11 de outubro de 2012

* COMO DEFINIR PREÇO DE BARCOS SEMINOVOS?


Foto: Ferretti Brasil
Definir os preços dos barcos seminovos não é fácil, principalmente, quando se trata de corretores no início da carreira e ainda não tem ideia de como se avalia corretamente um barco para o mercado.

Há algum tempo publiquei várias postagens sobre preço de embarcações seminovas e agora darei dicas resumidas que podem lhe ajudar bastante na hora de avaliar o barco “seminovo” do seu cliente.

“Vale lembrar que o estado de uso e manutenções em dia da embarcação são ainda os pontos principais da avaliação e devem sempre ser levado em consideração. O ano de fabricação ou horas de uso dos motores, ficam em segundo plano, pois nem sempre o barco menos rodado é o mais conservado ou mais seguro”.


Claro, existem duas formas rápidas para se chegar ao preço de venda de uma embarcação seminova. A primeira delas é fazendo uma pesquisa na Internet levando em conta os barcos com os mesmos modelos, ano e motores. E, por outro lado, é trabalhar em cima do preço pedido pelo cliente que nem sempre é o preço correto.

“Posso garantir que ambas não são o modo mais seguro, já que de nada adianta fazer avaliação virtual de barcos se você não a conhece pessoalmente”

Antes de começar a avaliação, segue algumas dicas:

1- Para começar, visite pessoalmente o barco do seu cliente, entre, explore os ambientes e cheque cada detalhe do barco;

2- Veja com o marinheiro ou responsável se as manutenções estão em dia, principalmente, o estado dos motores;

3- Se for preciso peça o nome e telefone dos técnicos que fazem os serviços ou as  revisões e confirme o estado de cada acessório e equipamento da embarcação;

4- No seco analise casco, gel, anodos e propulsão;

5- Navegue e pilote a embarcação, na água coloque todos os equipamentos e acessórios para funcionar;

6- Faça check list da mecânica, elétrica e hidráulica.

Agora que você já conhece o verdadeiro estado do barco vamos para alguns passos importantes para fazer uma avaliação segura:

1 – Solicite o preço que o cliente tem em mente;

2 – Faça uma pesquisa de preços na Internet;

3 – Envie fotos e detalhes para seus parceiros de confiança e solicite uma avaliação para dois ou mais corretores;

4 – Como em muitos dos casos não há mais exclusividade, descubra, quais são os outros corretores que estão também trabalhando a venda do mesmo barco, entre em contato e saiba por qual valor eles estão trabalhando;

5 – Feito isso, some todos os valores e divida pela quantidade de avaliações feitas, não esqueça de acrescentar a sua comissão;

E não acaba por ai...

Agora com o preço em mãos, você deve fazer uma avaliação sobre a sua postura diante da concorrência.  Ou seja, cobra mais ou tem um preço mais competitivo para vender o barco?

“Supondo que o barco vale R$500 mil e que os concorrentes estão oferecendo por R$550 mil. Você pode subir o preço de venda, adotando o mesmo da concorrência ou algo próximo. Ou você pode trabalhar por R$530 mil, sabendo que terá um preço mais competitivo e margem para negociar”.

Obs.: Se fechar em 520, ou 510, jogue limpo e depois de "bater o martelo", abra o jogo, pois o correto é dar esta diferença de desconto para o comprador.

Mas, se o preço da concorrência for mais baixo do que o seu?  

Você precisará recalcular o preço do barco e renegociar com o dono do barco para não perder a venda.

Se ele baixar o preço baixe também a porcentagem da sua comissão.

Não esqueça, trabalhe a venda do barco com transparência tanto para o lado vendedor como o comprador, e nunca pratique “OVER PRICE”.

Um abraço e bons negócios!

Ney Broker
E-mail e Msn: neybroker@hotmail.com
www.neybroker.com.br

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...