domingo, 7 de abril de 2013

* ALGUMAS DICAS PARA OS DONOS DE BARCOS E MARINHEIROS

Na época em que eu trabalhava somente como Marinheiro Particular fiz algumas besteiras, mas aprendi também muitas coisas boas na área.

Gostaria neste artigo, compartilhar com vocês algumas dessas experiências. São: dicas sobre navegação, prevenção e cuidados que você deve ter com seu barco, com os equipamentos e acessórios de bordo. 

Optei por mesclar este artigo ao Maximo, pois quero passar essas dicas sem “enrolação” e  sem palavras técnicas. 


Espero que aproveitem... 

Manutenção - Importante saber que a pessoa responsável pela embarcação deve fazer testes, inspeções e  acompanhar freqüentemente o funcionamento dos equipamentos e acessórios do barco para que não seja pego de surpresa durante o  passeio. 

Alem do mais, prevenir problemas no barco ainda é a forma mais barata que existe.

Profissionais autorizados - Só permita que profissionais autorizados (ou bem vistos no mercado náutico) realizem consertos e manutenção no seu barco. E em caso de peças condenadas, peça ao profissional a peça com defeito e de um fim nela você mesmo, para que a mesma não possa ser consertada e volte a circular no mercado. Porque futuramente ela pode até ser instalada no barco de um amigo seu. 

Capa de proteção total - Cuidado com as capas, fechamentos, capotas e capa de proteção total da embarcação. Elas são usadas para proteger seu barco do sol, da poeira, maresia e da chuva, porem permanecer cobrindo o barco por muito tempo,  pode manchar a pintura, o gel do barco e até mesmo mofar o barco por dentro. O ideal é remover as capas a cada 15 dias e em caso de manchas um polimento resolve. Dica: Use um aparelho de desumificador no interior da embarcação enquanto ela estiver coberta com a capa.

Situação de emergência - Você que é responsável pela embarcação deve instruir e deixar a par todos a bordo, de modo que estejam preparados para uma situação de emergência. Como por exemplo, informe onde estão os coletes salva vidas, os extintores e a caixa de primeiros socorros, bem como onde estão localizadas as chaves gerais do barco e o perigo que as hélices podem oferecer caso alguém pule na água com o motor em funcionamento.

Margem de segurança - Fim de ano e época de longas travessias com seu barco, por isso quando for calcular o consumo e o tempo de duração da navegação, considere uma boa margem de segurança, para eventuais mudanças de clima e condições desfavoráveis de mar e corrente marítima. O correto é calcular uma sobra na chegada com 20% de combustível no tanque. E abuse no estoque de comidas (não perecível) e água potável.

Responsável pelo registro - Você sabia que o proprietário do barco é responsável pelo registro da embarcação junto à capitania? E seu dever manter esses documentos em dia e o registro deve permanecer a bordo junto com a habilitação compatível com a área que vai navegar. Mesmo com esses documentos abordo, o proprietário também deve manter na validade, coletes salva vidas, material de Salvatagem, caixa de primeiros socorros e a embarcação em boas condições de uso.

Segurança das pessoas - O proprietário do barco ainda é responsável pela segurança das pessoas abordo bem como deve prestar socorro a qualquer pessoa ou embarcação que solicite desde que não ponha em risco a sua vida, das pessoas a bordo e a segurança da embarcação. Nesse caso também deve-se comunicar o acidente imediatamente as autoridades marítimas.

Aferir a Bussola - Outro item importante a bordo e que muitos navegadores não dão importância é a compensação da bússola. Vale ressaltar que quando o GPS parar de funcionar é ela que irá nos levar ou trazer  de volta. Lembro que o Geraldo também afere essas bussolas, e diz que mesmo que o barco venha do estaleiro com uma bussola nova, deve-se aferir assim que o barco for para a água e a cada reforma ou instalação de novos objetos metálicos ou equipamentos próximo a ela. Pois os campos magnéticos gerado por esses equipamentos afetam diretamente a sua precisão.

Voltagem das Manetes - Antes de ligar o motor é bom saber que: Se as manetes forem eletrônicas confira a voltagem das baterias, para não correr o risco do reversor e do motor não responder corretamente aos comandos solicitados. E caso ligue o motor e a manete fique “louca” mandando outros comandos para o motor, tenha certeza que é bateria fraca, por isso corra no quadro de chaves geral e ligue a chave de “CHUPETA” ou desligue os motores. 

Comandos e Manetes - Já se as manetes do seu barco forem mecânica ou hidráulicas, confira se as mesmas estão na posição de ponto morto, não esqueça de conferir no flybridge caso o barco seja de duplo comando. Também caso acione o motor por mais que 10 segundos e ele não pegue na primeira, aguarde alguns minutos antes da próxima tentativa, para dar tempo do motor de arranque esfriar.

Vai navegar ? - Cuidado para não agredir o meio ambiente. Ao Abastecer seu barco, cobre do frentista que não precisa abastecer até vazar pelos respiros do tanque de combustível. Também verifique as mangueiras, conexões do motor e do gerador para ter a certeza que não tem vazamento. 

Hora de usar o Vaso Sanitario - Ainda sobre os cuidados com o meio ambiente, guarde todo o lixo produzido abordo e traga-o para terra. Não jogue nada no mar, nem resto de comida, que mesmo não afetando o meio ambiente, pode incomodar os banhistas. Caso seu barco não tenha caixa de águas negras, não use o banheiro em locais onde há muitas embarcações fundeadas ou banhistas. Não jogue papel higiênico ou outros objetos no vaso. Sera prejuízo na certa!

Revisão dos motores - Previna-se e mantenha sempre revisado o motor e gerador de sua embarcação para não pagar “mico” na frente dos seus amigos. E em caso de vazamento de óleo no porão desligue as bombas e os automáticos de porão até chegar à sua marina e fazer os procedimentos corretos para recolher esse óleo. Nunca largue em alto mar. 

Levantando a Ancora - Ligue os motores somente no momento em que tiver certeza que da para partir. Ou seja, somente depois de guardar e recolher todos os “trecos” que possam cair ou se soltar com a embarcação em movimento. Em lanchas mais antigas, não ligue os motores e fique acelerando por muito tempo com a embarcação parada muitos amigos ao seu redor não vão gostar da fumaça emitida. 

Foto: Capitão Alexandre Israel
Saindo da posição de fundeio - Também ao sair da posição fundeada, saia devagar (somente engrenado) até ter a certeza que não vai causar acidentes aos banhistas ou marolas para as outras embarcações.

Em 2013 estarei publicando outras dicas sobre navegação amadora e quem sabe você possa tirar proveito de algumas delas.

um abraço e boas navegações

Ney
Capitão Amador
E-mail: neybroker@hotmail.com
Skype: neybroker

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...