quinta-feira, 26 de agosto de 2010

* O QUE É SER UM PROFISSIONAL BROKER?

O Bombarco entrevistou um dos corretores náuticos mais conceituados do País, Ney Broker, que explica o dia a dia da profissão

12/08/2010
Marinheiro Ney
Em poucas palavras o profissional broker é um corretor náutico que trabalha com intermediação de compra e venda de barcos. Mas, não é só isso que o define completamente.
Um broker sempre está em busca de novidades e informações sobre o mercado para informar, da melhor forma possível, os seus clientes: “É preciso viajar muito e conhecer muitas marinas. Navegar na Internet à procura de novas informações sobre o mercado náutico e os últimos lançamentos de embarcações é essencial”, explica Ney Broker, que desde 1989 atua na profissão.
Segundo Ney, o sucesso na profissão veio quando atuou como broker num dos estaleiros mais conceituados, o Spirit Ferreti: “Os clientes da Ferreti são diferenciados e muitos exigentes. Lá aprendemos a vender qualidade”.


O mercado de brokers no Brasil

Ainda segundo o corretor náutico, há alguns anos o mercado de corretagem náutica era dominado por empresas, que conseguiam exclusividade nas vendas dos barcos: “Porém, alguns corretores, como forma de ganhar um dinheiro a mais aplicavam o chamado “over price” - majoração dos preços de determinado produto, geralmente pela análise do poder aquisitivo do cliente -, irritando os clientes que colocavam seus barcos à venda. “Graças à Internet e à crise financeira mundial, atualmente, é difícil aplicar o “over price”. Novos corretores náuticos surgiram no mercado. A exclusividade nas vendas acabou e os donos de barcos abriram os olhos. Muitos sites de classificados abriram espaço para a náutica e seus proprietários já podem até anunciar de graça em alguns sites’, ressalta.


Como se tornar um broker

“Ser broker não é uma tarefa fácil”, comenta Ney. Segundo ele, primeiramente é fundamental ter respeito pelos clientes. Não ter pressa, é o segundo passo: “Ao invés de um telefonema inoportuno, o bom é fazer uma apresentação via e-mail ou por fax, ou até mesmo SMS. Pode ter certeza, se o cliente estiver interessado ele irá retornar”.
Ainda de acordo com o corretor, é importante um broker lembrar das marinas e clubes: “Há algumas regras especiais para marina e clubes. Não pode, em momento algum, falar mal de um modelo de barco para poder vender o seu. A marca de todos os estaleiros, sem exceção, sempre deve ser respeitada”.


Onde encontrar um broker

Pela lógica, o correto era encontrar esses corretores em marinas e clubes náuticos. Algumas marinas até possuem escritório de corretagem, mas com o avanço e a facilidade de acesso à Internet é mais rápido encontrá-los online. Um broker vai às Marinas somente para fazer ficha técnica e teste de mar com o barco, porém 80% das negociações são feitas pela Internet e no escritório.
Após o contrato assinado, o broker atua como suporte técnico. Ele passa as informações de prestadores de serviços como marinheiros, por exemplo, e auxilia o cliente em caso de emergência: “Não é fácil, pois é preciso ficar 24 horas no ar”, explica Ney.


Dicas de um broker

  • Aos clientes: Evitem anunciar a venda de sua embarcação em mais de um veículo de comunicação.
  • Aos profissionais: Monte a sua própria empresa de corretagem e não fale mal de outras empresas que já atuam no mercado náutico. Ela pode ser sua futura parceira.


Bruna Sales para Bombarco
Foto: divulgação
Fonte site Bom Barco

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...