quarta-feira, 2 de outubro de 2013

* CAPTAÇÃO DE BARCOS USADOS PARA NOVOS BROKER´S

A verdade é que não existe nenhum curso que explique como captar embarcações usadas de esporte e recreio, vender e ser bem sucedido no ramo de corretagem náutica.

Mas existem pessoas que como eu, não se importam em dividir suas experiências, erros e acertos.



Sempre digo que o segredo para alcançar o sucesso na área de corretagem náutica não está na hora da venda, mas sim na forma de como se  faz a captação de uma embarcação. Pois diferente do que falam... " que uma imagem vale mais que mil palavras" ..., eu posso garantir que nesta profissão as informações detalhadas de uma embarcação são muito mais importantes do que varias fotos ou vídeos.

Ja testemunhei dezenas de empresas de corretagem náuticas que nos últimos anos sumiram do mercado na mesma velocidade que apareceram, e pude notar que uma das principais falhas que elas cometeram era a de querer "abraçar” toda a área náutica ao invés de investir,  treinar e qualificar melhor os seus corretores.

Não cometa o mesmo erro, faça a captação somente dos barcos que você consiga trabalhar. Quantidade não faz com que você venda mais. Foque em poucos barcos e na qualidade. No Maximo 20 unidades. Lembre que comprador de barco busca por algo exclusivo e ofertar muitos barcos pode coloca-lo em duvida. O restante dos barcos só em PARCERIA.

Cuide para não se desgastar e trabalhar em Vão:

“ quem gosta de ver e avaliar muitas opções de  barcos são os especuladores”

Nunca tente vender um barco que você não conheça:

" Se você não conhece o barco que seu parceiro enviou, encaminhe seu cliente para seu parceiro seguir com o atendimento"

Alguns clientes reclamam também que existem "alguns" corretores de grandes empresas que só sabem o preço do barco e que de cabeça, sequer sabem dizer as horas de uso dos motores, gerador ou o consumo de combustível. E quando a pergunta é mais técnica sobre desempenho ou funcionamento especifico de alguns equipamentos, o corretor olha para o cliente e fala... " apresento aqui o Marinheiro, ele conhece tudo do barco"...

Posso dizer que com essa atitude (com certeza) o corretor ja perdeu a venda. Até porque o Marinheiro e o que menos tem interesse em ajudar a vender o barco, que é o seu ganha pão. Salvo se ele já tiver com um novo embarque em vista.

Por isso, procure saber “ In loco” todos os detalhes do barco, também troque experiência com outros brokers e principalmente converse muito com o Marinheiro , mecânico e eletricista da embarcação.


Ah! Se você é novo na area, não se iluda e preparasse para enfrentar algumas barreiras, como por exemplo as burocracias que nos corretores enfrentamos nas portarias de algumas marinas e iates clubes, pois mesmo com autorização do proprietário do barco, elas fazem questão de complicar a nossa entrada, por possuir em sua área interna um escritório de corretagem (próprio ou de terceiros). 

Uma dica é, ligar para a portaria antes de se deslocar para a marina e ver se a autorização ja esta la, e sempre levar consigo uma copia impressa desta autorização. O modo mais seguro que uso para não ser barrado na portaria de uma marina é de marcar visita em mais de um barco (na mesma marina).

Espero que tenham curtido essas dicas.

até breve!

Abraços e bons Mares 

Ney Broker

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...